O Dia Depois de Amanhã | Como ignorar à ciência agravou as tragédias

O Dia Depois de Amanhã | Como ignorar à ciência agravou as tragédias

43 0

Não é de hoje que o cinema nos dá exemplos claros de como a ciência pode ser usada para salvar vidas e evitar catástrofes. Dessa forma, seja em relação a desastres naturais ou situações causadas pelo homem, seguir a recomendação dos especialistas é fundamental para minimizar os danos.

Mas o que acontece quando a ciência é desacreditada e deixada de lado? Essa questão decreta o destino de milhões de pessoas em O Dia Depois de Amanhã, filme dirigido por Roland Emmerich e estrelado por Dennis Quaid, Jake Gyllenhaal e Ian Holm.

Aviso! Esse texto contém spoiler!

A ciência ignorada

Na trama, Jack Hall (Dennis Quaid) é um cientista do governo americano que, ao lado de sua equipe, descobre anomalias climáticas durante uma expedição à Antártida. Logo, ao participar de uma conferência da ONU na Índia, Jack expõe suas descobertas em sua fala sobre aquecimento global sob olhar de desconfiança de vários chefes de Estado. Como se não bastasse, durante seu discurso, o vice-presidente americano Raymond Becker tenta minimizar seus argumentos, o chamando de sensacionalista.

O Dia Depois de Amanhã e a ciência por trás dos fatos
Cenário projetado por Jack se tornaria realidade dias depois. (Imagem: Reprodução)

Então, ao retornar para casa após a conferência, Jack é surpreendido por uma nevasca incomum em Nova Délhi. Portanto, Jack encontra o professor do Instituto Hedland Terry Hapson (Ian Holm), com quem passa a manter contato para trocar informações sobre suas teorias. Com isso, após algum tempo, Terry entra em contato com Jack para alertá-lo sobre graves incidentes que ocorreram no Atlântico Norte, onde houve derretimento de gelo polar e diminuição da temperatura do mar, como o próprio cientista havia previsto. Nesse momento, vários países já sofriam os efeitos dessa mudança climática.

Quando a teoria se torna realidade

O Dia Depois de Amanhã | Como ignorar à ciência agravou as  tragédias
Los Angeles é destruída por furacões. (Imagem: Reprodução)

Após uma sequência de furacões devastarem Los Angeles, uma reunião de emergência entre vários órgãos do governo é convocada. Novamente, Jack tenta alertar as autoridades sobre a catástrofe iminente e a necessidade de realizar uma evacuação em larga escala. Além do vice-presidente americano o ignorar mais uma vez , ainda o questiona sobre colocar a ciência acima da política. Porém, ao saber que seu filho ficou ilhado em Nova Iorque após um tsunami inundar a cidade, o cientista e sua equipe partem para uma operação de resgate. Nesse momento, uma grande onda de frio congelava todo o hemisfério norte do planeta.

O Dia Depois de Amanhã | Como ignorar à ciência agravou as  tragédias
Jack tenta alertar o vice-presidente sobre a catástrofe, sem sucesso. (Imagem: Reprodução)

O preço da negligência

Com o agravamento da situação, o presidente decretou de forma tardia a evacuação de todos os estados do sul do país, o que pode ter resultado na perda de milhares de vidas. Dessa forma, os americanos são obrigados a abandonar o país e buscar refúgio na embaixada americana no México. Além disso, o presidente morre após um acidente com o avião que o transportava. Agora como novo chefe da nação, Raymond se vê arrependido de suas decisões e percebe o custo da ação tardia. Após saber do sucesso da missão de resgate de Jack, o novo presidente faz um pronunciamento onde assume a importância de ouvir a ciência antes de tomar decisões políticas.

Mesmo lançado há mais de 15 anos, O Dia Depois de Amanhã aborda uma questão atual: os governos ouvem a ciência antes da tomada de decisões?
Caros abelhudos! A Kolmeia espera que o spoiler desse texto seja apenas o do filme! Portanto, ouçam os cientistas e fiquem em casa.

Jonnathan Loreno

Eterno estudante de Marketing e suas vertentes, apaixonado por tecnologia e entusiasta das startups. Também dá pitacos sobre filmes e músicas, embora seja assumidamente #TeamMarvel!

Related Post

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *