Vis a Vis El Oasis traz o final de Zulema e Macarena | crítica

Vis a Vis: El Oasis traz o final de Zulema e Macarena | crítica

2548 0

Finalmente, Netflix encerrou a saga de Zulema Zahir e Macarena Ferreiro no Spin-Off Vis a Vis: El Oasis. De fato, muita gente estava ansiosa pelo destino das protagonistas. Entretanto, a série não ficou restrita às duas, mas também trouxe novos personagens e novas questões à trama. É importante ressaltar que esse texto tem spoilers, embora seja bem difícil uma crítica não conter pelo menos um.

Vis a Vis El Oasis: Macarena e Zulema com as novas companheiras de crime
Flaca, Triana, Goya (sentada), Mónica, Macarena e Zulema

Vis a Vis: El Oasis, o rolê aleatório

Imagine uma série que misture um grande assalto, uma família em crise, um pedófilo voyeur, um adolescente sofrendo bullying, uma senhora de mais de 80 anos buscando vingança, o casamento da filha de um traficante, uma gravidez, um relacionamento improvável, entre outras coisas. Além do mais, tudo isso em apenas 8 capítulos de um Spin-Off, em que só três personagens eram conhecidas do público. Certamente, El Oasis pecou um pouco pelo excesso.

Nos primeiros 20 minutos, parte do resultado do assalto já é mostrado e já sabe que Flaca levou um tiro. Em seguida, num momento de descontração, a personagem derrama uma bebida vermelha no casaco, no lugar onde levaria o tiro, causando uma ideia meio profética para o público. Foram alguns segundos apenas, mas de um certo mau gosto. Ficou tão óbvio que ela morreria, que o público se recusou a se apegar, mesmo sendo amiga de Macarena, mãe de família e ter sido presa por agir em legítima defesa. Entretanto, o sequestro dela foi uma cena visualmente impactante, é importante admitir!

Outro personagem problemático foi a Ama. De fato, todo mundo adora um plot twist, mas inventar uma mãe idosa vingativa para o Sandoval foi totalmente desnecessário. A ideia pode parecer boa: relembrar o vilão mais odiado, representar um risco pra Maca e uma traição de Zulema. Afinal, as duas, embora tivessem um vínculo evidente, jamais teriam uma amizade normal, já que uma ferrou a vida da outra. Porém, isso poderia ter sido feito de forma que soasse menos forçada.

Triana e Goya, improvavelmente certo

Vis a Vis: El Oasis não é apenas uma sucessão de erros. Afinal, o casal formado por Goya e Triana tá aí pra mostrar isso. Goya nunca planejou a própria vida e, se tivesse escolha, certamente teria vivido de uma forma diferente. Ela foi endurecida pelo bullying, pela falta de oportunidade e aprendeu a fazer do ataque a sua defesa. Ao contrário, Triana tinha escolhas, mas vivia em busca de aventuras, queria que sua vida fosse um filme de ação e Goya era uma possibilidade de conseguir isso (quando ela atira pela primeira vez, diz que isso é melhor do que sexo! Ela poderia transar com qualquer pessoa, mas a aventura seria ao lado de Goya)!

Goya e Triana

Mas, no fim das contas, a menina sofrida e a menina rebelde encontraram uma na outra algo que jamais tinha experimentado: sentimentos verdadeiros. Isso destoa um pouquinho do clima de Vis a Vis? Sim. Mas, no fim das contas, funcionou bem. Inclusive, se não fosse as duas seria ainda pior a inserção de um grupo de adolescentes aleatórios na série. Afinal, Goya dando uma surra nos praticantes de bullying mostrou seu lado mais passional e impulsivo, enquanto Triana aplaudia a cena. Foi bem louco e visualmente funcionou bem.

Zulema e Maca: a redenção que ninguém pediu marca o fim de Vis a Vis: El Oasis

Desde o início de Vis a Vis, Zulema é má. Já na primeira temporada, ela é responsável por torturar Yolanda até a morte em busca do tesouro que escondia. Além disso, mandou matar Paloma, ainda lactante com bebê recém-nascido. Em seu ápice de crueldade, ocasionou o aborto de Macarena por vingança. Porém, ela não era uma vilã como os demais. Ela era uma Kamikaze, disposta a enfrentar qualquer coisa. Isso, certamente, causava um tipo de admiração. O que o público sentia por Zulema era totalmente diferente do ranço que sentia por Sandoval e do desprezo por Anabel. Sem o Elfo do Inferno, Macarena não evoluiria da mesma forma!

Vis a Vis: El Oasis traz o final de Zulema e Macarena | crítica

A melhor cena de Vis a Vis: El Oasis, talvez tenha sido a saída de Zulema da prisão, quando Macarena foi buscá-la. A vida de Maca já tinha virado de ponta cabeça tantas vezes que pouco restava da personagem do primeiro capitulo. O vazio pela falta de adrenalina, a perda de perspectivas levaram a Loira de volta a quem poderia lhe oferecer algo parecido com isso! Obviamente, Zulema Zahir. Porém, ambas foram surpreendidas com algo dentro de si que as levou a mudar. A saber, Maca engravidou e Zulema descobriu um tumor no cérebro.

A partir de então, selou-se o caminho de redenção das duas: uma se redimiria pela vida, gerando uma, a outra se redimiria pela morte! O tumor criou em Zulema uma espécie de consciência materializada que conversava com ela, sempre remetendo à Zulema da primeira temporada que a atual queria de alguma forma exorcizar!

Quem foi Zulema Zahir

A pessoa tem hábito de ler os títulos dos capítulos tomou um spoiler com esse. Então, já sabendo que Zulema morreria, restava a dúvida: como? O público até aceitaria uma morte digna. Mas o que aconteceu foi ela escolher um assalto e ir parar no meio de um episódio de Casos de Família! A trama foi fraca demais. Afinal, Mónica querendo vingar a morte dos pais resolveu roubar de Ramala uma joia que equivalia a uns 10% do patrimônio dele! Oi? Até Tony Stark, que é um super herói foi capaz de uma vingança melhor contra Bucky e só não o matou por intervenção de Steve Rogers! Esse assalto foi uma vingança bem meia boca para uma série intensa como Vis a Vis.

Zulema só morreu porque Katy se matou. Katy, por sua vez, se matou porque Ramala matou Diego. Ramala, querendo se eximir da culpa pela morte de Katy, responsabilizou as assaltantes. Grosso modo, é exatamente a mesma trama da Ama com Macarena. Ou seja, a mesma fórmula foi usada duas vezes na mesma temporada: Ama culpava Maca pela Morte de Sandoval; Ramala culpava as assaltantes pela morte de Katy. Porém, ele teria matado Diego, independente do assalto ocorrer ou não.

Zulema Zahir, o Elfo do Inferno tinha dezenas de inimigos. Ela foi responsável por mortes muito emblemáticas, como de Yolanda. Um parente dela ou de Paloma, por exemplo, poderia buscar vingança por algo que Zulema realmente fez! Faria muito mais sentido do que virar bode expiatório de um pai narcisista (desculpe bancar a roteirista é só para mostrar que existem saídas).

Vis a Vis El Oasis: Cenas Finais

Porque Zulema parou de correr em direção ao helicóptero? São duas explicações, na verdade. A primeira é o tumor no cérebro. Desde a primeira temporada, Zulema Zahir é simbolizada por um escorpião. Portanto, faria muito mais sentido ela morrer num deserto do que definhando na cama de um hospital. o segundo motivo, mais implícito, foi fazer Macarena ganhar tempo. Aí que entra a tal redenção. Por mais que o público amasse a árabe, todo mundo achou absurdo fazer Macarena abortar. Foi um tipo de compensação: ajudar a salvar um filho para compensar o fim do outro.

ainda assim, esse tipo de morte sempre deixa a mesma sensação que o Jack no Titanic. Talvez, se ela não parasse, conseguisse escapar, mas não escaparia do tumor dentro dela. No final das contas, o tumor foi o maior vilão dessa temporada, mas passou longe de empolgar o público.

Saray dança no túmulo de Zulema em Vis a Vis: El Oasis

O único alento que os expectadores tiveram foi ver a maravilhosa Saray dançar no túmulo de Zulema, que teve o corpo exumado por ordens de Castilho, outro personagem que foi bom rever! Macarana também merecia ganhar uma vida depois de tantas perdas.

No mais, Vis a Vis vai deixar saudades! Foi uma série incrível. Quanto El Oasis, visualmente foi belíssimo! Mas Zulema, que carregou a série nas costas na ausência de Maca vai deixar pra sempre a sensação de que merecia um fim mais digno.

Se você chegou até aqui, certamente, gosta de séries! Então acompanhe nossa sessão sobre esse assunto clicando aqui.

Related Post

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *