Tenet – Christopher Nolan no auge da sua ousadia

Tenet – Christopher Nolan no auge da sua ousadia

516 2

Christopher Nolan é um diretor já consagrado, filmes como a Trilogia Cavaleiro das Trevas, A Origem e Amnésia, fazem parte da filmografia do visionário. Sendo assim, a ansiedade para Tenet nova obra do cinegrafista com a Warner estava a mil.

A grande insistência do diretor de manter a estreia do filme para 2020 foi uma das coisas mais comentadas no ano, afinal o filme teve dois adiamentos. Porém o diretor não aceitou que passasse deste ano.

Muitos acreditavam que o filme teria conexão com A Origem, já que a obra completou 10 anos em agosto. Outros acreditavam que o ego do Nolan gritava para ele ser o salvador do cinema, uma vez que o filme dele traria a indústria de volta à ativa. Mas será que foi isso mesmo?

Enredo de Tenet

Quando um agente da CIA é recrutado por uma organização secreta denominada Tenet, ele tem que embarcar em um mundo onde o impossível acontece. Lutando não apenas pela sua sobrevivência, mas do mundo inteiro. O Protagonista(John David Washington) viaja através de um mundo de espionagem internacional em uma missão que vai de desdobrar além do tempo real. O da inversão.

Primeiramente, Tenet é o filme de espionagem de Christopher Nolan claramente inspirado em franquias como 007, mas ainda assim com a visão do cinegrafista.

Nolan não apenas deu sua visão como introduziu um novo conceito de viagem no tempo, porque sim, Tenet é um filme de viagem temporal, porém não da maneira que estamos habituados.

O Conceito

Logo no início do filme a cientista Laura (Clémence Poésy), ao apresentar o conceito da inversão, diz ao protagonista: “Não tente entender, apenas sinta”. Claramente isso é uma instrução de como você deve assistir o filme. Mesmo com diversas explicações, Tenet talvez seja o mais complicado de se compreender da carreira do Nolan.

Ele utiliza diversos personagens para explicar todos os atos, como é o caso de Neil(Robert Pattinson, brilhando no papel). O personagem é utilizado como um narrador, que descreve as missões tanto ao protagonista, como ao espectador. Além de ter ótimas cenas de ação, o filme da Warner usa até um certo tipo de humor.

Christopher Nolan é um diretor já consagrado, Tenet, sua nova obra para a Warner estreou nos cinemas e já assistimos, confira nossa resenha!

Porém mesmo com personagens explicativos, algo habitual nos filmes do Nolan, os neurônios queimam para entender todas as informações que estão sendo dadas. É somente quando você realmente larga de mão a tentativa de compreender, que você consegue sentir o que o diretor está passando, e é ai que a experiência de Tenet se torna incrível.

O mesmo também utiliza a narrativa de maneira não linear, que começa caminhando para frente. Mas conforme avançamos na trama o conceito se inclui na narrativa. E da mesma maneira que os objetos se invertem, a história dos personagens também. Tudo se ligando de maneira espetacular.

Tenet é o auge da ousadia de Nolan

A saber, o diretor é muito conhecido por sua dedicação para que o publico tenha um sentimento imersivo nos seus filmes. Se você achar Tenet complicado de entender, acredite foi muito mais complicado de fazer.

Ele continua sendo um dos poucos diretores que utilizam pouca computação gráfica em suas obras. Com seu frequente alto orçamento Nolan brinca com o seu poder, afinal comprar um Boeing 747 apenas para o avião invadir um edifício em uma cena não é para qualquer um.

Christopher Nolan é um diretor já consagrado, Tenet, sua nova obra para a Warner estreou nos cinemas e já assistimos, confira nossa resenha!

O diretor opta em criar cenários do zero e filmar a maioria das cenas de ação de maneira orgânica. Utilizando também o som de maneira que faça com que você embarque na jornada como se estivesse dentro dela.

Então sim, as cenas em que os carros estão andando e capotando inversamente, tudo isso foi feito durante as filmagens. Ou seja quando um carro estava andando para frente, e outro de maneira inversa, o carro realmente estava sendo pilotado de ré.

Conclusão

Mesmo com todos seus vícios explicativos, a trama de Tenet é uma das melhores feitas por Nolan. E, assim como todos seus filmes, o espectador sai da sala de cinema como se tivesse visto um espetáculo: o que é com certeza a intenção do diretor.

Ele sabe realmente manter a tensão, e todas as cenas de ação e suspense são muito bem realizadas. Além disso, todos os atores estão incríveis. Talvez, o ator que destoou dos outros tenha sido Kenneth Branagh, que vive o vilão caricato do longa, mas não te tira da trama em momento algum.

O filme é o mais ousado da carreira dele, sendo a junção de tudo que ele aprendeu durante esses anos. Se você tiver a chance de assistir em uma tela em IMAX vá com tudo, porque Tenet vale. Mas, claro, sempre mantendo as normas de segurança.

Você pode se interessar também: A Cantiga dos Pássaros e das Serpentes

Lorhan

27 anos Amante de cultura pop. Dono do Canal no Youtube: Lorhan Rangel - Ponto de Vista de Um Amador.

Related Post

There are 2 comments

  1. Pingback: CCXP Worlds | Terá Neil Gaiman como convidado de honra desta edição

  2. Pingback: Animais Fantásticos 3 | Mads Mikkelsen pode substituir Johnny Deep

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *